Olá pessoal!

Não perca essa época e comece já o preparo de muitas sopas, assim, você tem uma forma deliciosa de incluir vegetais na dieta, mantendo pratos de baixo valor calórico mas ricos em micronutrientes e antioxidantes!

O licopeno pode ser encontrado em um número limitado de alimentos; o tomate e seus derivados são as melhores contribuições dietéticas, mas são boas fontes desse elemento também o mamão, a goiaba vermelha, a pitanga e a melancia. Vários estudos vêm demonstrando uma relação inversa entre o consumo de alimentos fontes de licopeno e risco de câncer, doenças cardiovasculares e outras doenças crônicas. A maioria das investigações tem sugerido os efeitos das dietas ricas em licopeno na contribuição da redução dos riscos da ocorrência de câncer de esôfago, gástrico, próstata, pulmão, e benefícios para câncer de pâncreas, cólon, reto, cavidade oral, seio e cervical.

A quantidade de licopeno nas frutas e vegetais varia de acordo com a estação do ano, estágio de maturação, variedade, efeito climático e geográfico, local de plantio, manejo pós-colheita e do armazenamento; em geral, quanto mais avermelhado for o alimento, maior será sua concentração de licopeno. As maiores concentrações de licopeno estão, em geral, nas cascas dos alimentos fontes, quando comparadas à polpa dos mesmos frutos, sendo sua maior concentração em alimentos produzidos em regiões de climas quentes

O licopeno, como os demais carotenóides, se encontra em maiores quantidades na casca dos alimentos, aumentando consideravelmente durante o seu amadurecimento. Apesar do licopeno não ser um produto muito difundido na natureza, é encontrado no tomate e seus produtos industrializados em quantidade muito elevada. É extraordinariamente resistente ao calor e, portanto, aos processos culinários, mas pode tornar-se susceptível a isomerização e oxidação durante o processamento e estocagem. Sua absorção digestiva é aumentada, em muito, se o tomate for cozido e a ele adicionado um pouco de gordura (portanto aquele molho caseiro de tomate, feito com tomates bem madurinhos e vermelhos, e no azeite ou manteiga é ideal para deixar o prato rico em licopeno).

Para brindar a entrada de meses mais fresquinhos, deliciosos, nada como a receita de hoje: sopa. A sopa de hoje é leve, fácil de preparo e tem 3 ingredientes base: abóbora cabotchã, cenoura e tomate, que é o sabor que vai prevalecer na receita. E carregada de licopeno!

sopa

Ingredientes:

2 xícaras de abóbora picada

1 cenoura média

8 tomates bem vermelhos ou 1 lata de tomate italiano picado sem semente

2 dentes de alho

2 col. sopa de cebola picada

1 col. sopa de salsão picado

salsinha, cebolinha a gosto.

1 col sopa rasa de sal

Cozinhar tudo e bater!

. E para dar ainda mais gosto, é só grelhar parmesão ralado e fazer pequenos “croutons” (coloque o parmesão ralado numa frigideira como se fosse fazer uma tapioca ou omelete, sem óleo e espere que ele derreta e fique crocante, dourado), que vão no meio da receita. Para quem gosta de um sabor ainda mais intenso, gorgonzola em cubos fazem a vez, basta acrescentar no prato sopa ao final do preparo!

Yam yam!

Já pode correr preparar a sua!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
About the Author