A osteoporose é uma doença que normalmente se manifesta na fase mais tardia de vida, mas, ela pode começar logo na infância e adolescência. Conforme a média de vida aumenta, temos visto a osteoporose super presente tanto em homens como em mulheres, pode-se afirmar que TODOS os indivíduos acima de 80 anos têm osteoporose e risco de fratura do quadril.

Complicado hein?

Então vamos entender um pouco o que é essa doença: A perda óssea é um processo normal no organismo, e se inicia a partir dos 40 anos. A composição óssea não altera mas o conteúdo e a densidade mineral sim. A osteoporose acontece quando a densidade mineral óssea se torna tão baixa, que o esqueleto é incapaz de sustentas estresses corriqueiros   (subir uma escada, uma queda ou torção rápida etc). A osteopenia é o princípio da osteoporose. 

A osteoporose primária Tipo I ocorre em homens e mulheres após as quedas hormonais. Na mulher, é comum após os 50 anos, no período pós menopausa e nos homens, mesmo mais rada, ocorre quando há a andropausa. A osteoporose tipo II ocorre após os 65 anos e está relacionada ao envelhecimento, afetando ambos os sexos. Na tipo II normalmente ocorre fratura de quadril. Fique de olho: diminuir muito a sua altura com a idade, ficar mais curvada (corcunda) e ter dores nas costas com frequência podem ser sinais de osteoporose.

A osteoporose secundária ocorre quando um medicamento ou uma doença provocam a perda do tecido ósseo.

Drogas que aumentam a perda de cálcio: fenitoína, fenobarbital, hormônios da tireóide, costicosteróides, metotrexato, ciclosporina, lítio, tetraciclina, antiácidos que contém alumínio, heparina e derivados de fenotiazina. Doenças que alteram o equilíbrio mineral: hipertireoidismo, diabetes, insuficiência renal crônica, diarréia ou má absorção crônica, doença hiperparatireóidea, doença pulmonar crônica, gastrectemia subtotal, hemiplegia.

FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DA OSTEOPOROSE 

História familiar de osteoporose

Sexo feminino

Brancos ou asiáticos

Estrutura corporal frágil

Depleção de estrogêneo

Idade > 60 anos

Falta de exercícios

Uso prolongado de certas medicações

Doenças que afetam o metabolismo do cálcio

Peso e gordura abaixo do normal

Tabagismo

Excesso de bebida alcoólica

Consumo excessivo de fibras

Consumo excessivo de cafeína

Ingestão inadequada de cálcio ou vitaminas na dieta

Em breve mais posts para você aprender a cuidar dos seus ossos. Quanto melhor você chegar na terceira idade, mais saudável e com mais qualidade de vida irá viver, portanto cuide-se hoje mesmo! Prevenir é a melhor solução.

Até a próxima

Carol Di Guimarães

nutricionista

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags:
About the Author